Unidade Cíclica

Tao


Na busca do conhecimento, todos os dias algo é adquirido,
Na busca do tao, todos os dias algo é deixado para trás.

E cada vez menos é feito
até se atingir a perfeita não-ação.
Quando nada é feito, nada fica por fazer.

Domina-se o mundo deixando as coisas seguirem o seu curso.
E não interferindo.

Tao Te Ching (道德經), Cap. 48


Quando se vive sem sentir que há começo, meio ou fim, 

é um viver cíclico, como os antigos concebiam o tempo. 

A história que parece confusa, é então, difusa

numa trama de fios de seda, finos finos finos.

[que sacrificam mariposas 

que furam os olhos da serpente 

que decapitam a bela que sorri e sente]

Viver num horário definido por uma lógica inventada 

interferindo nas leis da natureza. 

Uma hora aqui, cinco horas a mais ali

como se dá, então, a realidade?

[se lá já aconteceu, aqui ainda começa o dia 

e lá já é meio dia, aqui é ainda café da manhã

sobre as nuvens, sob as estrelas e planetas e o Sol que brilha]

Existo por qual motivo? 

Milagre manifesto, benção de deuses?

O Céu, a Terra, as Montanhas, os Lagos, os Ventos, os Trovões, o Tempo:

Entre uma coisa e outra, existo. 

Transito entre; na constância de.

Coração pulsa, sangue vibra, lágrimas brotam. 

[E é apenas mais um novo e surpreendente dia]

About Ana Villas Boas

Ana Villas Boas lives and works in Santo André, São Paulo, Brazil. She holds Master’s Degree in Sociology, focusing on sociability, daily life and urbanism. She works as sociologist, in the area of Urban Planning at the Municipality, and also as instructor of Kundalini Yoga. Since 2011 she is a long distance runner and became an athlete as a child, as a swimmer, besides practicing triathlon, rowing, and canoeing. However, in addition to physical activity, she has a more comprehensive view and is interested in relating this activity to various themes: body movement, landscapes, sounds and silence. Her attitude is inspired by oriental philosophies, and is focused on a poetic sensibility of the paths and also the imaginary. Departuring from her own body abilities, mind, environment and sensations she is able to express thoughts and emotions on writing, and more recently, on translucid experience with drawing and painting.
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s